Home Certificação PMP e Certificação CAPM Saiu o draft da nova versão do PMBOK (Edição 5)

Saiu o draft da nova versão do PMBOK (Edição 5)

2504
5

O PMI publicou o exposure draft do Guia PMBOK 5th Edition. Exposure draft significa que esta versão ainda está sob avaliação, e aberta a críticas e sugestões da comunidade de gerenciamento de projetos. De qualquer forma já dá pra nos dar uma boa idéia do que será a versão final. Não se espera que mudanças substanciais ocorram. Se tudo correr como em outras atualizações do guia, a versão definitiva da 5ª edição deve ser publicada no fim deste ano / início do ano que vem.

Mas vamos ao que interessa: o que mudou na 5ª edição em relação à 4ª? Não foi muita coisa. Confesso que não li o guia como um todo, e observei apenas a composição dos processos de cada área em alto nível. O sumário das modificações, por área de conhecimento, é o seguinte:

Integração

  • Pequena mudança no nome do processo “Direct and manage projet execution” que passou a se chamar “Direct and manage projet work”.  Algo mais cosmético a meu ver.

 

Escopo

  • Retorno do processo “Plan Scope Management”.  A meu ver algo bem interessante, pois deixa o guia mais uniforme.
  • Mudança no nome do processo “Verify scope” que passou a se chamar ‘Validate Scope”. A meu ver também uma mudança positiva. Muitos outros textos na área de governança (como CMMI e MPS-BR) entendem que a aceitação formal das entregas, que é a função deste processo da área de escopo,  é uma validação e não uma verificação. Verificação tem mais a ver com o controle da qualidade. Pra deixar tudo mais claro eu modificaria também o nome de uma das entradas deste processo para “Entregas Verificadas”, já que permaneceu o termo antigo “Entregas Validadas”. É um pouco estranho falarmos em validação do escopo se as entregas já estão validadas, não é mesmo?

 

Tempo

  • Da mesma forma como aconteceu na área de escopo, houve o retorno do processo “Plan Schedule Management”.

 

Custos

  • Da mesma forma como aconteceu na área de escopo, houve o retorno do processo “Plan Cost Management”.

 

Qualidade

  • Pequena mudança no nome do processo “Perform Quality Control” que passou a se chamar “Control Quality”.  Creio que objetivo foi manter uma certa uniformidade entre as diversas áreas.

 

Recursos Humanos

  • Pequena mudança no nome do processo “Develop Human Resource Plan” que passou a se chamar “Plan Human Resource Management”.  Apesar do propósito do processo não ter se alterado, achei interessante pois torna a nomenclatura dos processos que criam os planos de gerenciamento das áreas mais uniforme.

 

Comunicações

  • Saída dos processos “Identify Stakeholders” e “Manage Stakeholder Expectations” que foram para a nova área do PMBOK – Stakeholders Management.
  • Pequena mudança no nome do processo “Plan communications” que passou a se chamar “Plan communications management”.  Apesar do propósito do processo não ter se alterado, achei interessante pois torna a nomenclatura dos processos que criam os planos de gerenciamento das áreas mais uniforme.
  • Substituição dos processos “Distribute Information” e “Resport Performance” pelos processos ‘Manage Communications” e “Control communications”.

 

Riscos

  • Pequena mudança no nome do processo “Monitor and control risks” que passou a se chamar “Control risks”.  Creio que objetivo foi também manter uma certa uniformidade entre as diversas áreas.

 

Aquisições

  • Pequena mudança no nome do processo “Plan Procurements” que passou a se chamar “Plan Procurement Management”.  Apesar do propósito do processo não ter se alterado, achei interessante pois torna a nomenclatura dos processos que criam os planos de gerenciamento das áreas mais uniforme.
  • Pequena mudança no nome do processo “Administer Procurements” que passou a se chamar “Control Procurements”.  Creio que objetivo foi também manter uma certa uniformidade entre as diversas áreas.

 

Stakeholders

  • Sem dúvida a criação desta área foi a grande novidade desta atualização. A mudança parece não ser uma unanimidade na comunidade de gerenciamento de projetos, mas provavelmente deve prevalecer.
  • Os processos “Identify stakeholders” e ” Manage stakeholder Engagement” foram movidos da área de comunicação para cá – com a pequena mudança da palavra “expectations” para “engagement” no segundo.
  • Foram criados os processos “Plan Stakeholder Management” e “Control Stakeholder Engagement”.

 

E você, o que achou da mudança? Coloque sua opinião em nossa área de comentários.

5 COMMENTS

  1. Oi Fahrad,
    Há um ERRO terrivel nas suas paginas na ultima edição do MUNDO_PM.
    ISO é INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION.
    Faça uma errata no proximo numero, OK ?
    Vc é tão brilhante com um erro destes……….
    Abraços,
    Carlos Alberto

  2. bom artigo Andriele! vou ver se leio o Draft esse fim de semana.. e corresponde com mais ou menos o que vi dando uma olhada por cima.

    E Farhad, pode ser que o PMI está projetando algo mais pra frente, pois ele tende a ser conservador pra mudar demais.. colocando as coisas a conta-gotas. talvez vão tratar essa questão do gerenciamento do valor/estratégia empresarial (que também considero importante) em edicoes futuras. Que, aliás, observo que é uma das grandes lacunas dos gerentes de projetos, pois dificulta provar que ele é estratégico pra sobrevivência da organização (principalmente os intangíveis)

  3. Caro Farhad,
    Não animou a enviar uma sugestão de mudança em relação a este ponto enquanto o a versão ainda é draft? Tentarei fazer isso em relação à pequena correção que mencionei na área de escopo.

  4. Caro Andriele,

    A única mudança de verdade é a introdução do conceito de valor empresarial (1.6 Business Value) na introdução e não nas áreas de conhecimento. Mas infelizmente não introduziu processos (ou área de conhecimento) de gerenciamento de benefícios.

    Confesso que eu fui frustrado!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Notify via Email Only if someone replies to My Comment